[?]
País Espanha

Espanha

[ampliar]

Positivo 100% Recomendam

Negativo 0% Não Recomendam

Avaliação Média
dos Produtos

85,4
Muito Bom
 
Quem marcou como favorito? (1)
 

Dados gerais

Localização

Sudoeste da Europa, delimitado pela Baía de Biscay, Mar Mediterrâneo, Oceano Atlântico.

Latitude

40º00’N

Longitude

04º00’O

Relevo

Amplo, planaltos rodeados por encostas irregulares; Pireneus no nordeste com a França.

Clima

Temperado; verões quentes e invernos frios no interior, mais moderado ao longo do litoral.

Produção

3.339.700.000 (litros / ano) em 2011

Consumo

21,6 (litros per capita / ano) em 2011

Exportação

2.230.900.000 (litros / ano) em 2011

Importação

26.900.000 (litros / ano) em 2003

Superfície

504.782 km²

Área Plantada

1.198.000 hectares em 2004

População

47.042.984 hab. em 2011

Descrição

A Espanha, detentora da maior área cultivada em vinhedos no planeta, é, sem dúvida, um país de grande tradição vinícola e possui inúmeros vinhos de alta qualidade. Desconhecê-los é ignorar uma importante parte do maravilhoso mundo do vinho. Em termos de produção, fica atrás apenas da França e Itália.

Existem hoje na Espanha mais de 50 regiões D.O. (Denominación de Origen), e boa parte delas têm seus vinhos consumidos localmente ou exportados em pequenas quantidades. Nos últimos anos, tem sido crescente o interesse mundial pelos vinhos espanhóis, levando ao aumento das exportações, mas, ainda assim, são poucos os melhores vinhos disponíveis no mercado internacional e especialmente no Brasil.

Mais de 80% da produção de vinhos na Espanha é obtida por apenas 20 variedades de uva, destacando-se entre elas a Tempranillo, com certeza a mais importante e mais famosa uva tinta da Espanha. Os vinhos de Tempranillo são extraordinariamente finos e muitos de excepcional qualidade, comparáveis aos melhores do mundo.

Histórico

Embora as primeiras videiras tenham sido plantadas na Espanha em 1.100 a.C. pelos fenícios, foi somente no final do século 19, após a phylloxera, que os vinhos espanhóis começaram realmente a ter o padrão de qualidade que persiste até hoje.

Neste século, a Guerra Civil e a 2ª Guerra Mundial quase causaram a destruição da sua indústria vitivinícola, porém a normalidade voltou a partir início de 1950 com a restauração dos vinhedos e a introdução do sistema de Denominação de Origem.

Aviso. Não podemos garantir que as informações nesta página estejam 100% corretas. Leia mais