Seja Bem vindo!

País Suíça

Suíça

 

Dados gerais

Localização

Europa Central, ao leste da França e ao norte da Itália.

Latitude

47º00’N

Longitude

08º00’L

Relevo

Montanhoso na maior parte (Alpes ao sul) com planalto central formado por colinas, planícies e grandes lagos.

Clima

Temperado, mas varia com a altitude; invernos são frio, nublado, chuvoso e nevoso; verões frios a quentes, nublados e úmidos com chuvas ocasionais.

Produção

100.000.000 (litros / ano) em 2006

Consumo

49,2 (litros per capita / ano) em 2007

Exportação

1.400.000 (litros / ano) em 2003

Importação

184.100.000 (litros / ano) em 2003

Superfície

41.290 km²

Área Plantada

15.000 hectares em 2008

População

7.581.520 hab. em 2008

Descrição

Apesar de a Suíça figurar no grupo dos 20 maiores produtores mundiais, é rara a exportação de seus vinhos. A produção é praticamente consumida no país. Os suíços consomem três vezes mais o volume produzido.

A Suíça, embora pouca gente saiba, também oferece opções para quem gosta de vinho. São cultivadas algo em torno de 50 variedades de cepas, algumas raras, como a cepa Chasselas.

Em matéria de tintos, o Pinot Noir é a principal cepa produzida, cultivada ao longo do território do país, seguida pela cepa Gamay, essencialmente disseminada no oeste, e o Merlot, a cepa varietal do Ticino, difundida ao sul do país. Algumas cepas menores são cultivadas em meio às especialidades locais, como a Petite Arvine, Amigne (brancos), Humagne Rouge e Cornalin (tintos) do Valais, sem esquecer as novas variedades, desenvolvidas na Suíça, como a Gamaret, Garanoir e Diolinoir.

Os principais vinhedos do país localizam-se na região francesa da Suíça, sendo Valais e Vaud os dois principais cantões produtores de vinho.

O vinho suíço pode ter muito encanto e individualidade, assim como pode ser agradável para acompanhar as refeições.

Histórico

A tradição de vinhos e vitivinicultura na Suíça começou há bastante tempo, desde a Era Romana. Algumas evidências arqueológicas provam que algumas uvas já eram cultivadas na região de Valais antes da Era Romana.

Numa escavação arqueológica, próximo a Gamsen, foram encontradas sementes de uvas antigas que datam da Idade do Ferro.Também em Ticino foram encontradas pólen em outra escavação. Mas a evidência não chega a provar que as uvas foram realmente cultivadas.

A primeira garrafa, feita em cerâmica, foi encontrada próximo a Sembrancher (Valais), numa tumba Celta de uma moça no segundo século a.C. Essas garrafas foram nomeadas “jarros de pião”, e são produzidas em algumas fazendas Celtas no norte da Itália. Devido a uma escritura na garrafa, sabe-se que continha vinho. Por volta de 150 anos a.C., na Era Céltica, o povo em Valais oferecia vinho aos mortos, e provavelmente eles também bebiam o mesmo vinho. Depois de um século, os vasos de cerâmica dos Romanos também apareceram.

Aviso. Não podemos garantir que as informações nesta página estejam 100% corretas. Leia mais