Seja Bem vindo!

País Bulgária

Bulgária

 

Dados gerais

Localização

Sudeste da Europa, entre a Romênia e a Turquia.

Latitude

43º00’N

Longitude

25º00’L

Relevo

Bastante montanhoso com planícies no norte e sudeste.

Clima

Temperado; invernos frios e úmidos; verões quentes e secos.

Produção

231.400.000 (litros / ano) em 2003

Consumo

17,7 (litros per capita / ano) em 2003

Exportação

76.800.000 (litros / ano) em 2003

Importação

1.300.000 (litros / ano) em 2003

Superfície

110.879 km²

Área Plantada

99.000 hectares em 2003

População

7.093.635 hab. em 2011

Descrição

A tradição da Bulgária como produtor de vinhos remonta aos tempos romanos. O país é pequeno, mas difere geograficamente tanto de norte a sul quanto de leste a oeste. Graças a essas diferenças, existem cinco regiões viníferas bem definidas, com características próprias de temperatura média anual, umidade do ar, número de horas de chuva, total de horas de insolação e tipo de solo.

Em 1960 a Bulgária iniciou a importação de uvas de tipos diferentes daquelas tradicionalmente plantadas.Da França vieram Cabernet Sauvignon e Merlot, que encontraram condições climáticas muito favoráveis; a experiência animou a importação de uvas Riesling da Itália e Rkatzitely da Geórgia. Além das espécies importadas, são muitas as nativas, como Mavrud, Dimyat, Melnik, Pamid, Red Misket, Gamza. Há muitas outras ainda não famosas na Europa Oriental, mas os vinhos elaborados com essas variedades proporcionam uma degustação excelente.

A produção e o envelhecimento de vinhos seguem processos tradicionalmente artesanais. Existem evidências disso nas pinturas murais descobertas nas cavernas da parte montanhosa do país, assim como em taças e outros objetos dos tesouros de ouro e prata descobertos nas regiões do Vale Thrace, do Vale Donau e do Mar Negro.

A Bulgária se divide em cinco regiões vitivinícolas. A Região Norte se estende do rio Danúbio aos Stara Planina (Bálcãs), ao sul, e segue, até a planície da Trácia. A Região Leste contorna o Mar Negro e é conhecida pelos vinhos brancos. Ao centro, a Região Sub-Balcanica produz principalmente tintos. Na Região Sudoeste, o rio Struma atravessa as montanhas Rodope rodeado pelos únicos vinhedos da Bulgária e encostas. A Região Sul tem clima continental moderado adequado às cepas tintas.

Histórico

Poucos países tem tradição vinícola mais antiga que a Bulgária, com alguns vinhedos que, acredita-se, datam dos gregos antigos. O estado búlgaro foi formado em 681, e a viticultura se disseminou. Com a chegada dos turcos, no século XIV, a vinicultura passou para as mãos dos mosteiros. Após 500 anos de domínio otomano, a Bulgária tornou-se independente em 1878, e, pouco depois, como na maior parte da Europa, a filoxera devastou os vinhedos.

Desde a Segunda Guerra Mundial a política foi o fator mais influente na indústria vinícola. Em 1945 o país tornou-se parte do bloco soviético, e o governo soviético coletivizou terras e vinícolas para fornecer vinho aos países do Comecon. Nesse período, os vinhedos foram transferidos dos morros para as planícies, viabilizando a mecanização, e deu-se preferência a vinhas internacionais. Com essas mudanças, em seu auge a Bulgária foi o sexto maior produtor mundial de vinho. Antes da Reforma Agrária dos anos 90, 80% do vinho era feito pela organização estatal Vinprom. A Rússia desertou a Bulgária em 1985, quando Gorbatchev lançou sua campanha antiálcool, mas a organização exportadora estatal Vinimpex recorreu ao mercado da Europa ocidental, onde os Cabernets Sauvignons búlgaros suaves, maduros e baratos causaram impacto.

Estima-se que a área atual de vinhedos na Bulgária varie entre 90.000ha e 140.000ha, mas são necessários muitos replantios devido aos efeitos da falta de investimento. Os novos vinhedos já estão começando a mostrar ótimo potencial. Contudo, apesar das melhorias, a viticultura ainda é dominada por grandes vinícolas privatizadas baseadas nas antigas cooperativas que não dispõem de capital, e a Bulgária não atraiu o mesmo interesse estrangeiro de suas vizinhas Hungria e Romênia.

Aviso. Não podemos garantir que as informações nesta página estejam 100% corretas. Leia mais