Seja Bem vindo!

  Portugal

Bairrada

 

Dados gerais

Localização

Centro-norte de Portugal

Latitude

40º25’N

Longitude

08º30’O

Altitude

-

Solo

Na maior parte são Argilo-calcáricos ou arenosos.

Clima

Atlântico

Chuva anual

-

Produção

-

Superfície

-

Área plantada

10.000 hectares em 2007

Descrição

É na Beira Litoral, entre Águeda e Coimbra, que se situa a região da Bairrada. A zona é muito próxima do mar, por isso o seu clima é tipicamente atlântico: invernos amenos e chuvosos e verões suavizados pelos efeitos dos ventos atlânticos.

A maior parte das explorações vinícolas são de pequena dimensão. A área ocupada pelas vinhas (maioritariamente em solos argilo-calcáricos ou arenosos) não ultrapassa os 10.000 hectares.

A produção de vinho na região é sustentada por cooperativas, pequenas e médias empresas e pequenos produtores. Os pequenos produtores comercializam os chamados “vinhos de quinta” que se tornaram muito importantes na região nos últimos anos.

Foi no século XIX que a Bairrada se transformou numa região produtora de vinhos de qualidade, apesar da produção de vinho existir desde o século X. O cientista António Augusto de Aguiar estudou os sistemas de produção de vinhos e definiu as fronteiras da região em 1867. Vinte anos mais tarde, em 1887, fundou-se a Escola Prática de Viticultura da Bairrada destinada a promover os vinhos da região e melhorar as técnicas de cultivo e produção de vinho. O primeiro resultado prático da escola foi a criação de vinho espumante em 1890.

A casta Baga é a variedade tinta dominante na região e normalmente é plantada em solos argilosos. Os vinhos feitos a partir da casta Baga são carregados de cor e ricos em ácidos, contudo são bem equilibrados e têm elevada longevidade. Recentemente, foi permitido na região DOC da Bairrada plantar castas internacionais, como a Cabernet Sauvignon, Syrah, Merlot e Pinot Noir que partilham os terrenos com outras castas nacionais como a Touriga Nacional ou a Tinta Roriz.

As castas brancas são plantadas nos solos arenosos da região, sendo a casta Fernão Pires (na região denominada por Maria Gomes) a mais plantada. Em quantidades mais reduzidas existem as castas Arinto, Rabo de Ovelha, Cercial e Chardonnay. Os brancos da região são delicados e aromáticos. Os espumantes da região são muito utilizados como bebidas aperitivas ou a acompanhar a cozinha local.

Histórico

No reinado de D. Maria (1734/1816), os vinhos eram exportados em grande quantidade para o Brasil, onde eram muito apreciados. Eram igualmente exportados para a América do Norte, França e Inglaterra.

D. Afonso Henriques aprovou, em 1137, o cultivo da vinha na Herdade de Eiras, “sob o caminho público de Vilarinum ao monte Buzaco”. O pagamento à coroa era apenas a quarta parte do vinho produzido.

Aviso. Não podemos garantir que as informações nesta página estejam 100% corretas. Leia mais