Seja Bem vindo!

  Brasil

Campanha Gaúcha

 

Dados gerais

Localização

Oeste do estado do Rio Grande do Sul, Brasil

Latitude

31º00’S

Longitude

55º00’O

Altitude

De 100 a 300 metros

Solo

Arenito; mediamente férteis.

Clima

Temperado sub-úmido; verões quentes e secos.

Chuva anual

1.388 mm

Produção

-

Superfície

Colinas Suaves.

Área plantada

700 hectares em 2004

Descrição

A campanha, próxima à divisa com o Uruguai, se estende de Bagé até Santana do Livramento. Com paisagem típica do pampa gaúcho, formados por campos situados em coxilhas, é uma região que tradicionalmente esteve ligada à exploração da pecuária, despontando agora também como uma das regiões vitivinícolas brasileiras produtoras de vinhos finos. Caracteriza-se por estar em altitudes ao redor dos 300 metros, com uma viticultura localizada em coxilhas de baixa declividade, facilitando a mecanização dos vinhedos.

Região de clima temperado sub-úmido, possuindo verões relativamente quentes e secos em relação ao padrão climático do Rio Grande do Sul, diferenciando-a das demais regiões vitivinícolas brasileiras. As diversas formações geológicas da região deram origem a solos normalmente de média profundidade e de média fertilidade.

A região da Campanha Gaúcha se estende ao longo da fronteira com o Uruguai, tendo como principais referências os municípios de Bagé, Dom Pedrito e Santana do Livramento.

Histórico

O início da vitivinicultura se deu ainda em 1974, quando a multinacional Almadén se estabeleceu na região com base em um estudo que indicava a Campanha como área propícia para o cultivo de uvas para vinhos finos. Por muito tempo, a empresa se manteve como uma das únicas produtoras da Metade Sul, juntamente com a Vinícola Riograndense, em Pinheiro Machado. Mas os mesmos motivos que provocaram os primeiros investimentos levaram outras empresas a também se interessarem pelo local. Com o estímulo de uma linha de financiamento do BNDES específica para o cultivo de uvas, em 1999, e de um seminário que divulgou as potencialidades da Metade Sul, no mesmo ano, empresas do Vale dos Vinhedos e agricultores locais iniciaram novos investimentos.

Aviso. Não podemos garantir que as informações nesta página estejam 100% corretas. Leia mais