Seja Bem vindo!

Vinícola Brasil

Geisse

 

Dados gerais

Razão social

Vinícola Geisse LTDA

Localização

Brasil, Serra Gaúcha, Pinto Bandeira

Fundação

1979

Local do vinhedo

Brasil, Serra Gaúcha, Pinto Bandeira
Chile, Región del Valle Central, Valle de Colchagua

Área plantada

-

Proprietário

Mario Geisse

Enólogo

-

Produção anual

-

Exportação

-

Descrição

Hoje, na Cave de Geisse, tudo é voltado na busca da qualidade, sendo uma vinícola extremamente preocupada dos detalhes em cada fase do processo, partindo da matéria prima. Toda essa dedicação hoje é recompensada com o alto padrão de qualidade atingido pelos produtos elaborados, tendo como principal característica o máximo respeito ao estilo próprio de vinhos que este país pode oferecer. Seu ícone, o espumante Cave Geisse considerado pelos experts como o melhor espumante do Brasil, hoje pode ser encontrado apenas nos melhores restaurantes e lojas especializadas do Brasil, além de Bélgica, EUA, Inglaterra, Suíça e Chile. Um verdadeiro BRASILEIRO POR EXCELÊNCIA.

Histórico

A Vinícola Cave de Geisse foi fundada em 1979 pelo engenheiro agrônomo e enólogo Mario Geisse, chileno que veio para o Brasil em 1976 contratado para dirigir a Chandon do Brasil. Logo nos primeiros anos percebeu que aqui existia um potencial incrível, e ainda não desvendado, para se desenvolver a elaboração de produtos de alta qualidade, principalmente em matéria de espumantes, o qual ele considerava ser a grande vocação da região.

Desde então, passou a investigar qual seria o local mais apropriado para plantar seus vinhedos e obter o padrão mais elevado possível em matéria prima. Geisse, então, deparou-se com a região de Pinto Bandeira, distrito de Bento Gonçalves, hoje conhecido como região dos Vinhos de Montanha, onde identificou todas as características consideradas ideais para iniciar seus trabalhos, como boa altitude (800m), solo com excelente drenagem, boa amplitude térmica e posição solar ideal; tudo para que pudesse seguir em busca de seu principal objetivo, que era o de desvendar o real potencial de qualidade que a região poderia oferecer. Para isto, renunciou as grandes produções do método de cultivo vigente na região - latada - e optou pelo de espaldeiras altas, com produções menores, mas de melhor qualidade, aliando conhecimento, tradição e técnica.

Aviso. Não podemos garantir que as informações nesta página estejam 100% corretas. Leia mais